Prêmio Caio

Prêmio Caio bate recordes e anuncia novidades

Prêmio Caio bate recordes e anuncia novidades


09/12/2019

 

Há 20 anos o Prêmio Caio reconhece a criatividade, a ousadia, a inovação e a eficiência do segmento de eventos e turismo de todo Brasil. “Reconhecimento é uma das estratégias de negócios, porque traz motivação para fazer mais e melhor”, resume Sergio Junqueira Filho, diretor da premiação. A visibilidade alcançada pelas empresas participantes, ao longo de duas décadas, atrai interesse crescente de marcas, cases concorrentes e negócios.

Em 2000, quando foi criado, o reconhecido ‘Oscar dos Eventos’ contava com 18 categorias e 200 participantes na cerimônia de entrega dos troféus – Jacarés de Ouro, Prata e Bronze. Em 2019, alcança 990 participantes aguardados para a Noite do Jacaré, com 58 categorias em disputa. Nesse percurso, vitória da valorização e da fidelização de talentos e clientes, que destaca marcas e pessoas na galeria dos melhores.

A quantidade de cases inscritos em 2018 (568) cresceu 30% em relação ao ano anterior e, agora, em 2019, saltou para 852 (50%), sendo alguns deles não alcançaram a nota de corte: nota 8. Apenas nos últimos dois anos, crescimento foi de 94,96%. Na história do certame, mais de 1.000 empresas e 250 cases inscritos por ano, em média. O site oficial da premiação www.premiocaio.com.br/finalistas relacionadas as 69 empresas finalistas, selecionadas por 195 jurados, sendo 70% deles gestores de eventos e marketing de empresas e associações contratantes de eventos e 30% profissionais especializados de agências de marketing promocional, imprensa da mídia especializada e professores universitários.

Protagonizou eventos em vários destinos nacionais, como São Paulo, Rio de Janeiro, Maceió, São Luís, Maringá, Uberlândia, Curitiba, Florianópolis, Campinas, Goiânia e Salvador. E, também, homenageou profissionais do segmento MICE²+FDT como Personalidade do Ano e Grand Prix.

Noite do Jacaré traz novidades

A premiação, aprovada por 94% dos 700 participantes presentes no ano passado e com cerca de 30 mil pessoas impactadas pelas mídias digitais, traz novidades na próxima Noite do Jacaré, dia 10 de dezembro. Pela primeira vez, será realizada no Pavilhão Azul do Expo Center Norte e incluirá espaço de exposição e networking.

A oferta de estandes com 9, 18, 27 e 36 m² inaugura mais reciprocidades, durante duas horas de coquetel, a partir das 19h00. Com investimentos que variam de R$ 15 a R$ 45 mil, cotas disponíveis (Cristal, Rubi, Topázio e Diamante) criam novas reciprocidades promocionais. Entre elas, além do espaço promocional para ativação das marcas, exibição de vídeos, distribuição de material na saída do evento e mesa na área VIP do Jantar de Premiação, das 21h00 às 23h30.

 Sergio Junqueira, diretor do Prêmio Caio
 

O Prêmio Caio é o evento que reúne o maior e mais qualificado volume de agências e seus clientes, assim como hoteleiros e dirigentes de centros de convenções. Ideal para a promoção de marcas de produtos e serviços dedicadas ao segmento Mice2+FDT no Brasil”, sustenta Junqueira.

Para incrementar ainda mais o networking ativo com os principais stakeholders do mercado, toda marca expositora – independentemente da cota de patrocínio – tem a oportunidade de obter várias outras contrapartidas promocionais favoráveis a novos negócios.

Evento Vuca constitui nova categoria do Prêmio Caio

Uma das marcas do mundo contemporâneo é a explosão intermitente de novas nomenclaturas. E o termo Vuca está entre elas – surgiu, originalmente, no meio militar dos EUA, nos anos 90. Constitui um acrônimo (V.U.C.A.), formado pelas iniciais de Volatility-Uncertainty-Complexity-Ambiguity (Volátil, Incerto, Complexo e Ambíguo), na língua portuguesa. Logo foi adotado pelos administradores, pois traduz muito bem as condições do mundo dos negócios nos dias atuais.

Na 20ª edição do Prêmio Caio, ‘Evento Vuca’ ganhou status de nova categoria. O diretor da premiação, Sergio Junqueira Filho, lembra que a palavra está na moda. “Podemos dizer que a expressão Vuca denomina bem os eventos ‘fora da caixa’, híbridos, que mesclam vários formatos e sinalizam tendências.

O executivo acrescenta que “Vuca encarna um acontecimento especial, que traz transformações disruptivas e imersivas, que rompem os padrões tradicionais dos eventos. Incorpora múltiplas atividades simultâneas de diversas categorias”. O perfil do Evento Vuca não pode ser inscrito em outra categoria.

Compromisso com a inovação

Até a edição de 2018, apenas os cases de eventos concorriam ao Prêmio Caio Sustentabilidade. Agora, as empresas também podem ser agraciadas. Ou seja: 1- Agência de Eventos e Organizadora de Eventos; 2 - Operadora de Turismo e Agência de Viagens; 3 - Empreendimentos (categoria que inclui hotéis e centros de convenções) e 4 – Fornecedores.

Andréa Nakane, curadora da premiação, diretora da Mestres da Hospitalidade e doutoranda em Comunicação Social, sustenta que “o Prêmio Caio, prestes a completar 20 anos, exibe notável vigor e inovação em seu DNA. E isso se fica claro na recente reformulação de suas categorias, numa demonstração de maior aproximação com o mercado e suas perspectivas”.

Cada uma dessas 4 categorias prevê duas possibilidades de participação: Responsabilidade Ambiental e Responsabilidade Social. No entanto, nada impede que uma mesma empresa faça a sua inscrição em mais de uma categoria. Além de premiar empresas, o Prêmio Sustentabilidade mantém a categoria Eventos de Responsabilidade Social e Ambiental. Nesta categoria, o case do evento premiado deve reunir atributos que o qualifiquem sob os dois pilares da sustentabilidade: social e ambiental.

A categoria Diversidade também é uma inovação e admite a inscrição de um evento ou empresa que adote uma atitude corporativa alinhada aos critérios de avaliação descritos no tutorial correspondente e previamente divulgado no site.

Eventos realizados por OSCs

A categoria Organizações da Sociedade Civil merece destaque a parte. É a única que pode assegurar gratuidade, desde que a OSC, desprovida de recursos, formalize a requisição a partir do tutorial disponível no site. Além de constituir uma inovação, essa possibilidade configura uma ação social do Prêmio Caio.

Marina Pechlivanis e Elpis Ziouva, sócias da Umbigo do Mundo foram as curadoras da categoria Eventos realizados por Organizações da Sociedade Civil. Ambas ponderam que diariamente, por todo o país, inúmeros eventos altamente relevantes para a sociedade são realizados pelas mais diversas instituições e organizações do terceiro setor. São eventos de mobilização, visibilidade e captação de recursos que mobilizam muitas pessoas: de organizadores e apoiadores a voluntários e cidadãos com poder de fazer a diferença pelo exemplo e, assim, alcançar uma sociedade mais equilibrada em renda e bem estar comum.

"Refletindo sobre a capilaridade destas iniciativas, muitas vezes locais e sem o merecido reconhecimento, é que surgiram, há alguns anos, as primeiras conversas com Sergio Junqueira sobre algumas questões importantes. Como tornar as organizações mais conhecidas por intermédio de seus eventos? Como atrair mais empresas organizadoras e apoiadoras para aprimorar estes eventos? E como permitir que organizações, na maioria das vezes com poucos recursos para investir em comunicação, possam ter acesso a inscrição em prêmios da relevância do Prêmio Caio?", relembra Pechlivanis.

Para a edição de 2019, com o apoio do Prêmio Caio, muitas organizações poderão ter sua inscrição abonada, desde que em concordância com as especificidades do regulamento e, assim, mostrar a qualidade de seus eventos e a abrangência de seus projetos para muitos profissionais do segmento MICE e do mercado em geral. "Que seja o início de uma parceria transformadora. Estamos realizados com esta conquista!", conclui Pechlivanis.

O projeto da nova categoria foi cuidadosamente estruturado para facilitar o acesso das organizações e conta com o apoio da Associação Brasileira de Captadores de Recursos -- ABCR . "O terceiro setor é constituído por organizações que promovem causas. Elas querem um país melhor, uma sociedade melhor, condições para todos viverem bem e com qualidade. Para promover suas causas, e sua sustentabilidade financeira, elas cada vez mais realizam eventos. Reconhecer a excelência daquelas organizações que estão fazendo os eventos e gerando mais impacto é uma iniciativa fundamental, liderada pelo Prêmio Caio, que vai reforçar ainda mais a confiança das pessoas nessas instituições, e fazer avançar os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável", conclui João Paulo Vergueiro, diretor da ABCR.