Prêmio Caio

Detalhe do Case

Prêmio Caio 20ª Edição

Case: Ancor-Agem: novo posicionamento da marca Projeto Âncora

Projeto Âncora_Ancoragem e Ponto de Cultura

Candidato: Escola Projeto Âncora
Cliente: Escola Projeto Âncora
Segmento: Prêmio Caio Sustentabilidade
Estado:

Completados 23 anos de sua fundação, em setembro de 2018, o Projeto Âncora e sua escola (bastante reconhecida desde sua constituição em 2012) vêm buscando sua sustentabilidade, não apenas econômico-financeira, como em termos dos serviços prestados à comunidade de Cotia e região, assim como para diversas outras iniciativas educacionais e comunitárias de outras regiões do Brasil e até em âmbito internacional.

Para tanto, além de suas atividades fim (a educação de cerca de 135 crianças e jovens), da formação de educadores que semanalmente também participaram das "Transformações Vivenciais" (cerca de 70 pessoas semanalmente) ou de outras atividades pedagógicas em que nossas crianças, jovens, educadores e comunidade vêm se engajando, procuramos desenvolver ao longo de 2018-2019 novas formas de parceria e de mobilização de recursos. Assim, nos debruçamos sobre a construção de um novo posicionamento para a instituição, baseado em possibilidades de prestação de serviços e também em incidências sobre políticas públicas, na perspectiva de um "negócio social" que possa se emergir de uma "Comunidade de Empreendizagem".

Nessa perspectiva é que tanto o reposicionamento de marca realizado segundo a metodologia de "Dádivas de Marca" pela Agência Umbigo do Mundo, em parceria com o Instituto Helena Florisbal-IHF, reconhecimento oficial do Projeto Âncora como Ponto de Cutura, fortalecem e formam a base para uma nova fase de sustentação do projeto, que possa se dar de maneira menos dependente apenas de projetos incentivados via benefícios fiscais, como de doações filantrópicas. O circo ocupa o centro de nosso espaço físico e é também o ícone que impulsiona várias atividades pedagógicas e sociais voltadas para a comunidade atendida pelo Projeto.

Vídeo

Galeria de Fotos

Como um projeto de desenvolvimento social voltado para as comunidades do entorno do Projeto, desde 1995, com educação em contra-turno escolar, e mais recentemente com uma Escola Projeto Âncora (criada em 2012) a ser gerida e mantida por uma segunda ONG (Organização Não-Governamental, ou da Sociedade Civil - OSC, segundo o novo Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil) constituída para esse fim, o Projeto Âncora (www.projetoancora.org.br) vem enfrentando os desafios das diversas organizações do Terceiro Setor, concernentes à sua sustentação econômica e engajamento da comunidade. Ao mesmo tempo em que procura manter seus propósitos e valores, assim como melhorando e ampliando a qualidade e eficácia dos serviços prestados para a sociedade como um todo.



Nesse sentido, tanto uma atualização do Planejamento Estratégico e visão de futuro da organização, que possam contar com a participação efetiva de representantes de toda a comunidade, como o reposicionamento da marca realizado entre 2018 e 2019, levam-nos a inferir que as oportunidades e desafios colocados para as organizações da sociedade que queiram continuar "re-existindo", necessitam de refinamento para o desenvolvimento de parcerias.



Não há mais espaço para amadorismos, mesmo em ONGs que desempenham papéis relevantes complementares às políticas publicas. A gestão e governança das entidades do Terceiro Setor que necessitam potencializar, melhorar suas ações e dar transparência às iniciativas e impactos positivos, devem se apoiar em uma correta curadoria de sua imagem pública.

Galeria de Fotos

Os dois processos, de certificação como Ponto de Cultura e o de construção de um novo posicionamento de marca do Projeto Âncora, ocorreram em paralelo mas tem o mesmo objetivo: a sustentabilidade econômico-financeira, sociocultural e comunitária do Projeto Âncora e da Escola Projeto Âncora.



O reconhecimento feito pelo Ministério da Cultura do Projeto Âncora como Ponto de Cultura demorou cerca de um ano e a oficialização ocorreu em dezembro de 2018. O posicionamento elaborado com o apoio da Umbigo do Mundo personifica ações comunitárias com a frase "Aqui tem Projeto Âncora", que poderá ser usada não só no nosso espaço físico, mas em locais e estabelecimentos do entorno, que apoiem nossas ações.



Adicionalmente, as palavras "Ancor-agem" e "Ancor-ação" remetem à visão de futuro que já vem se realizando no presente: será usada como referência a espetáculos e ações desenvolvidas ao longo dos anos e a serem potencializados como esse reconhecimento do nosso Ponto de Cultura, assim como as campanhas de adesão de novos parceiros (pessoas físicas, organizações parceiras, etc.) e de antigos apoiadores, que continuam a doar tempo, recursos e outras formas de apoio ao Projeto Âncora e sua escola, além de novas perspectivas de "empreendizagens" desenvolvidas pelos seus educandos em  seus projetos individuais e coletivos em "comunidades de aprendizagem" (vide resultados e aplicação da campanha, nas fotos anexas).

Galeria de Fotos

Os resultados alcançados, tanto que nos levaram a ser reconhecidos como Ponto de Cultura, como a partir de todo esse trabalho em prol do desenvolvimento sociocultural e comunitário, podem ser demonstrados da seguinte forma:



a) Entre 2015 à 2018 aconteceram em nosso circo: ​

- 11 espetáculos circenses profissionais; 14 Saraus com apresentações de alunos da escola, da EE Fernando Nobre e de artistas locais​; 

- 2 mostras de curtas​; 4 cine debates​; 4 exposições de artes plásticas​;

- 2000 pessoas, em média, prestigiaram os eventos​;

- 3 espetáculos teatrais​; 2 vivências com indígenas;



b) campanha para arrecadação de recursos (pessoas físicas) , em desenvolvimento; e 



c) novo posicionamento da marca da Escola Projeto Âncora (vide imagens abaixo), para as novas campanhas em desenvolvimento.



Além disso, não apenas com as questões que tratamos dos pontos de vista sociocultural e comunitário, como tbém, do educativo e de formações para a cidadania, este busca atender os seguintes Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da ONU, em escalas local/ regional e até nacional:



- ODSs 1 a 3: Erradicação da Pobreza; Fome Zero e Agricultura Sustentável; e Saúde e Bem-Estar - via ações envolvendo jovens e famílias voltadas ao empreendedorismo em comunidade, assim como via temas e conteúdos trabalhados nos projetos educativos d@s educand@s do Projeto Âncora refletidos também nessas iniciativas, sejam nas apresentações e projetos desenvolvidos, como também em ações desenvolvidas com a comunidade;



- ODSs 4, 5, 8 e 10: Educação de Qualidade; Igualdade de Gênero; Trabalho Decente e Crescimento Econômico; e Redução das Desigualdades - via ações e outras atividades envolvendo jovens e famílias do Projeto Âncora (PA), bem como outros visitantes, voluntários, parceiros e apoiadores do PA e da Escola Projeto Âncora; e



- ODSs 11, 12, 16 e 17: Cidades e Comunidades Sustentáveis; Produção e Consumo Responsáveis; Paz, Justiça e Instituições Eficazes; e Parcerias e Meios de Implementação - via ações envolvendo jovens e famílias voltadas em iniciativas voltadas à constituição de uma Cidade Edcucadora; via temas e conteúdos trabalhados nos projetos educativos d@s educand@s do Projeto Âncora refletidos também nessas iniciativas; e via outras ações e atividades visando o fortalecimento de parcerias institucionais, envolvendo diferentes públicos do Projeto Âncora (PA) e da Escola Projeto Âncora.